09/04/2011

    Estávamos em uma casa em algum lugar do mundo,havia um pai,uma mãe, uma moça e um bebê , um senhor , eu e James Franco.Eu atravessei o corredor daquela casa e abri a porta principal,eu olhei pra fora e já era noite,havia muitas folhas de árvores pelo chão,devia ser primavera , uma ventania passava  e a rua estava deserta,dava medo aquele lugar.Me deparo com um fenomeno vindo a minha direção em forma de vento e se contorcia,fechei a porta e derrepente aqueles pais estavam dentro de um carro preto,eu ajudei á por o bebê dentro do carro no colo do James e fui a última a entrar, o engraçado mesmo é que a porta do carro se fechava com um zíper.Estávamos fugindo dali.

   Seguros prosseguimos a viajem em uma rua movimentada ao lado de um rio enorme,parecia a ponte de San Francisco,aquele fenomeno nos empurrou para dentro do rio,o carro era bem largo,eu ainda consigo lembrar o carro caindo e mergulhando até parar no chão,era raso.Em poucos minutos todos nós estávamos nadando ,mas tranquilos.

   E derrepente, outra vez,estávamos em outra casa,como se nada tivesse acontecido,a casa tinha um aspecto parecido com a casa de uma amiga minha.O James estava sentado comigo no sofá,conversava comigo,porém ele estava diferente,o seu corpo,ele estava gordo,sua barriga era feia , mais o rosto continuava o mesmo.E Mesmo com aquela feiura eu amava ele,era muito esquisito,eu não podia fugir dele e eu quero voltar.